Arquivo do mês: agosto 2011

Você Sabe por que Seus Clientes não estão Comprando?

Um dos motivos talvez seja pelo fato de que as mulheres gostam de estudar os produtos antes de comprá-los, sobretudo se for um produto novo no mercado. Elas leem cerca de 63% do que está escrito nas embalagens de pelo menos um produto. Assim, há uma conexão clara entre a leitura e a compra. E ler leva tempo, tempo requer espaço.

A maioria dos clientes tem verdadeira aversão ao examinar qualquer coisa abaixo da linha da cintura, com medo de serem esbarrados por trás. Para que isso não aconteça, o ambiente de vendas precisa ter um bom espaço.

Não podemos esperar que um cliente se curve e se sinta confortável por mais que alguns instantes. Nem deixá-los se sentindo espremidos e esperar que eles permaneçam no local. Observe as expressões das pessoas em corredores lotados. Depois de alguns esbarrões, elas começam a parecer aborrecidas. E clientes irritados vão embora. Os varejistas precisam manter tudo isso em mente ao decidir onde colocar cada produto.

Todo mundo sabe que a taxa de conversão, isto é, o número de pessoas que entram e número dos que compram, é um indicador de desempenho vital para empresa. Se um em cada cem clientes que entram em sua loja compram algum tipo de produto, pode ser que seja até um bom resultado. Porém, é preciso entender e observar porque os outros noventa e nove não estão comprando, se é a falta de espaço, má exposição do produto ou a falta de informação. A taxa de conversão mostra quão bem ou quão mal o empreendimento, como um todo, está funcionando onde mais importa: na loja.

Prof. Menegatti é palestrante em Vendas, Motivação e Liderança. Autor dos livros “Desperte Seu Potencial Emocional” e “Talento é fazer coisas comuns de forma extraordinária”. Dos DVD’s “Campeão de Vendas”, “O líder Influenciador” e “Desafios da Mudança”.

Contato para palestra: www.menegatti.srv.brpalestras@menegatti.srv.br

Siga-nos pelo Twitter: @profmenegatti e pelo Facebook: Profmenegatti

Anúncios

Começa Nesta Segunda a Revitalização do Calçadão da Central

Equipes da Secretaria de Obras de Balneário Camboriú começam nesta segunda-feira, 22, a executar o projeto de revitalização do Calçadão Central. A obra atende ao novo conceito de espaço público em forma de shopping a céu aberto.

“Teremos no centro da cidade um centro de vivência de alta qualidade”, conta o secretário de planejamento do município, Auri Pavoni, ressaltando a orientação do prefeito Edson Piriquito, que quer o maior número possível de equipamentos urbanos de acessibilidade e humanização.

“Além do conforto, a segurança é muito importante, especialmente para os pedestres”, salienta o secretário, revelando ainda, que nesta primeira fase da obra serão construídas também as esperas para instalação subterrânea de todo o sistema elétrico de iluminação daquela região da cidade.

“Esta obra busca a requalificação do Calçadão da Avenida Central, uma das áreas mais importantes para o turismo e desenvolvimento econômico” explica o prefeito Edson Piriquito, que contabiliza ainda ao projeto, a drenagem pluvial completa da localidade.

O projeto prevê, além das já citadas galeria pluvial – que terá em torno de um metro e meio de profundidade – e da fiação subterrânea, piso em granito e cobertura em vidro retrátil. “Em dias de sol esta estrutura poderá ser aberta e em dias de chuva ficará fechada, com portais nas duas extremidades do Calçadão, nas avenidas Brasil e na Atlântica”, conta o prefeito. Um novo mobiliário urbano completará a obra. O custo total para execução, incluindo a cobertura, ultrapassa os R$ 5 milhões.

A fase inicial da revitalização do Calçadão da Aveinida Central, somada as obras das Terceira e Quarta avenidas, deve preparar a cidade para suportar a demanda de veranistas e turistas para a próxima temporada já a partir do mês de novembro.

Texto: Edson Maba
Fotos: Celso Peixoto
Fonte: http://www.balneariocamboriu.sc.gov.br


NOVO PORTAL TURÍSTICO – Ponto de Encontro pra Quem vem Descobrir as Belezas de Balneário Camboriú

Balneário Camboriú é uma cidade turística, conhecida em todos os recantos do Brasil e parte do mundo.

Visando receber melhor os visitantes e criar mais um cartão postal para a cidade, a Prefeitura garantiu recursos para a Construção do novo Portal Turístico.

 A estrutura terá dois pavimentos e será erguida na Avenida do Estado, onde hoje está a Praça das Bandeiras.

Outro objetivo do novo Portal é o melhor ordenamento dos ônibus de turismo, com um amplo estacionamento e estrutura para recepção dos visitantes.

O portal, que terá um auditório com 160 lugares para cursos e palestras, também irá abrigar a Secretaria Municipal de Turismo.

A obra está orçada em R$ 1,5 milhão. Recursos Municipais e Federais.

Fonte: Revista Prestando Contas Balneário Camboriú.

Link: http://www.balneariocamboriu.sc.gov.br/


 


Balneário Camboriú – Reurbanização do Calçadão da Avenida Central

A Prefeitura elaborou o Projeto de Reurbanização do Calçadão da Avenida Central.

O coração comercial e ponto de encontro de turistas na cidade ficará mais moderno e bonito.A nova Avenida Central contará com Cobertura Retrátil em Vidro,

 Sistema de Iluminação, e novo Mobiliário Urbano, tornando a Avenida Central em mais um Cartão Postal para a cidade.

 O calçadão da Avenida é um importante centro de comércio para a economia da cidade e é considerado o coração de Balneário Camboriú.

Fonte: Revista Prestando Contas Balneário Camboriú.

Link: http://www.balneariocamboriu.sc.gov.br/


Edifícios Mais Altos de lá e Daqui…

Circulou fortemente na imprensa internacional o anuncio que será erguido o maior edifício do mundo na Arábia Saudita, Edifício Kingdom Tower que terá pouco mais de 1000 metros de altura, sendo 173 metros mais que o Edifício Burj Khalifa, em Dubai.

Pois bem, aqui em Balneário Camboriú também se fala muito que novos edifícios estariam com seus projetos aguardando aprovação com 55, 62 e até 70 andares, que aqui teríamos os prédios; em um futuro bem próximo; mais altos da America do Sul. Em um edifício de 62 andares com pé direito em torno de 3 metros teríamos o mais alto empreendimento da região com 186 metros de altura.

Lá nas Arábias  o fato que chama a atenção é que o Kingdom Tower terá 173 metros a mais que o Burj Khalifa e por aqui o edifício mais alto terá 186 metros de altura.

Ambos arrojados e inovadores, ambos dentro de suas realidades.

 

Edifício mais alto do mundo – Kingdom Tower custará R$ 1,2 bilhão e será construído na Arábia Saudita…

O edifício Kingdom Tower, que será construído na Arábia Saudita, será o prédio mais alto do mundo, com mais de mil metros de altura – pelo menos 173 metros mais alto do que o Burj Khalifa, em Dubai, atualmente considerado o mais alto do mundo, com 828 metros.

A construção do Kingdom Tower, estimada em US$ 1,2 bilhão, deve ser iniciada brevemente, segundo o escritório Adrian Smith + Gordon Gill Architecture, responsável pelo desenvolvimento do arranha-céu.

Segundo o projeto, o prédio tem uma aparência esguia e assimétrica e terá 530 mil metros quadrados de área construída.

A obra foi anunciada pelo príncipe Alwaleed Bin Talal Bin Abdulaziz Alsaud, sobrinho do rei da Arábia Saudita, Abdullah, como parte do projeto de um novo bairro da cidade de Jeddah. A construtora Saudi Binladin Group (SBG) será responsável pela construção do edifício.

O prédio contará com apartamentos residenciais e comerciais, além de um hotel de luxo.

Fonte: O Diário

Link:  http://www.odiario.com/maringaimoveis/noticias/index/460015


Dicas básicas para enfrentar negociações difíceis… Parte 1

 

Existe uma história de um homem que deixou dezessete ca­melos para seus três filhos. Ele deixou metade dos camelos para o filho mais velho, um terço para o filho do meio e um nono para o filho mais novo. Os três tentaram fazer a divisão da herança, mas não conseguiram chegar a uma solução.

Os filhos pediram ajuda a uma velha sabia. Depois de estudar o problema, a sabia disse: “Vejam o que acontece se vocês pega­rem o meu camelo”. Assim os filhos ficaram com dezoito camelos.

O mais velho pegou a metade: nove. O filho do meio pegou um terço: seis. E o filho mais novo pegou um nono: dois. Nove com seis e mais dois é igual a dezessete. Sobrou um camelo, e eles o devolveram a sabia.

Todos nós já tivemos de enfrentar negociações difíceis com um chefe enfurecido, um cliente inflexível, um colega de trabalho ranzinza ou um adolescente insuportável. Sob pressão, mesmo pessoas simpáticas e sensatas podem transformar-se em pessoas intratáveis.

Nas próximas semanas, abordaremos dicas indispensáveis para que você possa examinar suas negociações por ângulos diferentes. Essas dicas foram retiradas de um dos maiores negociadores do mundo, William Ury diretor do curso de negociação em Harvard.

Tenho certeza que uma dessas dicas será seu décimo oitavo camelo!

Prof. Menegatti é palestrante em Vendas, Motivação e Liderança. Autor dos livros “Desperte Seu Potencial Emocional” e “Talento é fazer coisas comuns de forma extraordinária”. Dos DVD’s “Campeão de Vendas”, “O líder Influenciador” e “Desafios da Mudança”.

 

 

 

Contato para palestra: http://www.menegatti.srv.brpalestras@menegatti.srv.br

 

Siga-nos pelo Twitter: @profmenegatti e pelo Facebook: Profmenegatti

 


Como o Corretor de Imóveis pode ser mais Produtivo e Competitivo…

Muitos Corretores de Imóveis exercem as suas funções no dia-a-dia de forma eficiente sem, no entanto, estar comprometido formalmente com os resultados. É comum algum deles dizer em tom solene: “preciso vender mais”. Na verdade, expressou apenas um desejo. Raros são os profissionais que estabelecem objetivos de vendas e, quando o fazem, não definem bem os seus planos de ação. Os Corretores de Imóveis produtivos e competitivos são vitoriosos, pois são autodisciplinados e metódicos. Trabalham a partir de um plano e sempre sabem para onde estão indo e como chegarão lá.
O primeiro passo, para tanto, é estabelecer um conjunto de propósitos, suficientemente aplicáveis, a fim de prover uma orientação para sua ação. Como orientação para o seu esforço de venda, você pode eleger os seguintes princípios:

  • Perceber a necessidade do cliente;
  • Ajudar o cliente, na sua decisão de compra;
  • Realizar a concretização do “sonho” do cliente.

“Profecia Autocumprida”
Para operacionalizar esses propósitos, você deverá estabelecer um objetivo1 (segundo passo). É um recurso de manter tanto o impulso como a motivação sempre presente. Quando estabelecer o seu objetivo faça as seguintes perguntas:

  • Onde estou agora?
  • Aonde desejo chegar?
  • Por que desejo chegar neste lugar?
  • Qual a melhor forma de chegar lá?
  • O que espero ter quando chegar lá?

Existem dois tipos básicos de objetivos: objetivos de trabalho ou financeiro e objetivos pessoais (isto é, o que você deseja para sua família). O objetivo de trabalho ou financeiro estabelecido deve ter um prazo de tempo especificado para sua execução2 e um valor monetário a ser alcançado. Ex.: “Com as vendas realizadas no mês de julho, quero obter um mínimo de comissão, no valor de R$ 6.000,00”.
O objetivo deve ser colocado por escrito3. Esse cuidado torna o objetivo mais claro como facilita mantê-lo em foco à medida que trabalha por atingi-lo. Põe-se em prática a “profecia autocumprida” na qual, se fará todo o possível para que aconteça, todas as vezes que se prevê que alguma coisa acontecerá.

Plano de ação
O objetivo definido é ótimo, porém não significa absolutamente nada se não sabermos qual deve ser a magnitude do esforço necessário para alcança-lo. Qualquer que seja o nosso objetivo, devemos saber quanto esforço devemos realizar para chegar a ele. Qualquer pessoa pode fixar um objetivo; todavia, são poucas as pessoas que podem converter esses objetivos em realidade, a menos que saibam concretamente que é o que desejam e que estão dispostos a trabalhar intensamente para consegui-los. Para o objetivo estabelecido, deverá ser elaborado um plano de ação (terceiro passo).
O objetivo é o propósito que se quer atingir. Planos de ação são referências que orientam a se chegar lá. Por exemplo, para objetivo de “obter um valor mínimo de comissões de R$ 6.000,00, até o dia 31 de julho”, você deverá organizar-se para executar algumas atividades imprescindíveis, do tipo:

  • Estabelecer o número de horas que deverá se dedicar a plantões, na loja e nos “stands” de venda;
  • Estabelecer o número de clientes que deverá atender;
  • Conhecer os imóveis que estão sendo anunciados (pontos fortes e pontos fracos);
  • Conhecer os imóveis similares ofertados no bairro;
  • Procurar imóveis para serem agenciados;
  • Negociar os agenciamentos e receber a documentação dos imóveis;
  • Identificar os clientes potenciais para os imóveis que estão sendo anunciados;
  • Estabelecer um número de clientes que deverão ser procurados através de um trabalho de telemarketing, entre outras iniciativas que deverão ser desenvolvidas.

A vantagem de usar planos de ação e à razão pela qual estes são uma parte tão necessária ao estabelecimento do objetivo é que mostram como transformar objetivos em realidades. Com um plano de ação, você conhece o tempo, o trabalho e as pessoas envolvidas em chegar onde quer. Em vez de lutar em todas as direções, ao mesmo tempo, ficar desencorajado e perder o impulso, você concentra-se nas ações que são fundamentais para o seu sucesso.
A satisfação de realização profissional será mais significativa quando o seu objetivo de trabalho ou financeiro estiver vinculado com os objetivos pessoais (quarto passo). Ex.: “Mensalmente, quero poupar 30% do valor das comissões obtidas, para comprar um carro novo, à vista, em julho do ano 2005”.

Auto-avaliação
Quanto mais dirigido para um objetivo o Corretor de Imóveis estiver, melhor ele poderá avaliar o seu desempenho profissional, identificando os seus pontos fortes e pontos fracos e estabelecendo as medidas de correção necessárias. Ao finalizar o mês e antes de iniciar outro, você deverá refletir a respeito dos resultados obtidos (quinto passo). Nessa auto-avaliação, você deverá considerar fatores do tipo: conhecimento dos imóveis demonstrados; conhecimento dos serviços disponíveis próximos aos imóveis ofertados; conhecimento dos imóveis disponíveis, na vizinhança e que estão sendo comercializados por outras empresas; estilo de abordagem praticado; formas de realizar os agenciamentos; formas de conduzir a entrevista; habilidade em formular perguntas; desembaraço na demonstração dos imóveis; segurança no trato das objeções; condução do processo de vendas, até a formulação de uma proposta; assistência ao cliente, no pós-venda; número de clientes atendidos na loja e no “stand” de vendas; número de clientes contatados através do telemarketing; número de imóveis demonstrados; número de clientes que apresentaram proposta; número de vendas realizadas; tipo e localização dos imóveis demonstrados; número de agenciamentos realizados; criatividade colocada em prática; iniciativa; dedicação e persistência, entre outros itens a considerar. Você poderá eliminar ou acrescentar outros fatores, conforme a sua conveniência. Esses fatores poderão ser pontuados, de zero a dez, para se estabelecer uma média do período. Dessa forma, poderá identificar as áreas mais vulneráveis e providenciar os recursos necessários para o seu aprimoramento, caminho para a excelência profissional.
Vários fatores são capazes de sabotar o seu sucesso nas vendas. Um deles é não ter objetivos. Não existem fórmulas mágicas nem atalhos para se chegar aonde queremos. Devemos decidir o que desejamos realmente, ou então ficaremos à deriva, como um barco sem leme. Fixe os seus objetivos ou, do contrário, nunca saberá qual o caminho que está percorrendo. Em suma, o Corretor de Imóveis é aquele profissional que faz os sonhos dos clientes se realizarem, se antecipa aos fatos estabelecendo onde quer chegar. É uma questão de atitude, de comportamento diferenciado, que garantirá a sua sobrevivência no mercado.

 Sylvio Lindenberg

http://www.sylviolindenberg.com.br/textos/como-o-corretor-de-imoveis-pode-ser-mais-produtivo-e-competitivo